Tudo o que precisas de saber sobre os CTESP

22 novembro 2021

Os antigos CET, acrónimo de que apenas as pessoas mais velhas do teu agregado familiar se devem lembrar, são Cursos de Especialização Tecnológica cuja existência nas instituições de ensino superior politécnicas terminou, dando lugar aos agora chamados Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP).

Com uma sigla mais difícil de pronunciar, a nova nomenclatura trouxe, além de cãibras na língua, uma formação mais específica e vocacional.

 

Como é que funcionam estes cursos?

Estes cursos tem a duração de quatro semestres, sendo que o último é ocupado por um estágio garantido e assegurado pela instituição de ensino, numa empresa de área de formação. No ano e meio anterior, o estudante beneficia de uma forte componente prática, com 70% do tempo em disciplinas de formação técnica; os restantes 30% são dedicados à teoria geral e científica.

Se preferes formar-te através de uma componente prática elevada, beneficiando de uma metodologia aprendendo e fazendo, esta é uma solução para ti e para o teu futuro.

 

Preciso de fazer Exames Nacionais?

Os alunos que pretendam prosseguir esta via não necessitam de ter exames como provas de ingresso para entrar, basta terem o Secundário concluído. Os exames servem "apenas" para completar o ensino secundário - caso o estudante venha de um curso científico-humanístico.

Podes candidatar-te a um CTeSP caso sejas um estudante que tenha concluído um curso de ensino secundário ou um curso equivalente ao ensino secundário. Por exemplo, se já estás a frequentar um ensino de cariz profissional no secundário também tu te podes candidatar à formação profissional superior.

Os CTeSP garantem um diploma de nível 5 no Quadro Nacional das Qualificações, o que significa que não atribuem grau académico superior, mas dão-te a possibilidade de ires para uma licenciatura ou mestrado integrado. Isto é, depois de concluído o CTeSP, podes candidatar-te a uma licenciatura e ter equivalências, encurtando assim o período de estudos.

 

Quando é que posso fazer a candidatura?

Caso queiras optar por esta solução académica, é importante estares atento às páginas de instituições do ensino superior que te interessem, pois os prazos de candidatura variam entre faculdades. A forma como te candidatas também varia entre instituição, sendo que algumas permitem tratar da documentação pela net, outras exigem entrega presencial de documentos.

 

Quanto custam as propinas? Há bolsas para estes cursos?

As propinas variam conforme a instituição também, há instituições que as propinas são 600€ anuais, outras que chegam aos 3.000€. Terás de analisar junto das que te interessam qual é o valor das propinas.

Não precisas de entrar já em pânico com os custos do curso! Os CTeSP estão abrangidos pela bolsa da DGES e também estão por bolsas de Câmaras Municipais, Fundações ou outras entidades! Se não sabes que bolsas existem, está na altura de veres o nosso indíce que tem todas as bolsas a nível nacional.

 

Onde posso consultar os CTeSP que existem e os requisitos?

O leque de opções é bastante vasto e a informação encontra-se muito dispersa, mas aqui as máquinas do Inspiring Future conseguiram compilar tudo! Consulta a lista de CTeSP.